Esportes - 30/10/2013 11h14

FPF define a fórmula do Campeonato Paulista 2014
Nhô Quim conhece adversários na competição estadual do ano que vem

FPF define a fórmula do Campeonato Paulista 2014
Foto: M. Germano/JP

Motivado pela chance de encerrar o ano do centenário com o título da Copa Paulista e assim conquistar uma vaga para a Copa do Brasil de 2014, o XV de Piracicaba divide o foco quarta-feira (30/10) com outra competição em que já está confirmado no primeiro semestre da próxima temporada: o Campeonato Paulista. A partir das 11h, a FPF (Federação Paulista de Futebol) realiza em sua sede, na capital, o Conselho Técnico, evento em que será discutida a fórmula de disputa da Série A1 do ano que vem. O presidente Celso Christofoletti, o gerente de futebol Paulo Moraes e o assessor de comunicação Fernando Galvão viajam para São Paulo e representam o clube piracicabano. 

 

O Estadual terá novidades em 2014. Ao contrário de anos anteriores, a primeira fase sofrerá alterações no sistema, entre elas o fim dos pontos corridos em turno único, redução do número de datas e divisão das equipes por grupos. A FPF não confirma, mas Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo devem encabeçar as quatro chaves da competição, cada uma delas com outras quatro equipes definidas por sorteio. Na primeira fase, os times enfrentariam apenas os oponentes de outros grupos, em um total de 15 rodadas — quatro a menos do que em 2013. O formato atenderia também as exigências da Rede Globo, que exige a disputa de clássicos na etapa de classificação. Os critérios para segunda fase, rebaixamento, Torneio do Interior e vaga para a Série D do Brasileiro serão discutidos quarta. 

 

REAPRESENTAÇÃO — O elenco do XV de Piracicaba se reapresentou terça-feira (29/10) no Barão da Serra Negra, três dias após a classificação dramática conquistada contra o Ituano. O grupo trabalhou em dois períodos, na academia do estádio municipal pela manhã, e no campo da Agronomia, pela tarde. Autor do segundo e decisivo gol no empate em 2 a 2 do último sábado, em Itu, o meia Kanú disse que o tento veio como recompensa pelo trabalho realizado. “Passaram muitas coisas pela minha cabeça naquele momento. A minha lesão, os momentos difíceis, a dedicação de todo mundo no clube. Estava me sentido pesado e fazer o gol foi muito importante. A ficha ainda não caiu”, disse. 

 

Contratado para a Copa Paulista junto ao Cene-MS, Kanú sofreu um estiramento durante o jogo- treino contra o União Barbarense e desfalcou o Nhô Quim por mais de um mês. Recuperado, o meia não convenceu a torcida e virou alvo de cobranças. “Nos jogos em casa, não consegui atuar tão bem. Hoje já estou mais adaptado e entendo o que significa o XV de Piracicaba. Antes de entrar contra o Ituano, fiquei observando os torcedores e quando fiz o gol, corri para a arquibancada”, contou.

Reportagem: Leonardo Moniz